Overblog Suivre ce blog
Editer l'article Administration Créer mon blog

Jornal de Cantanhede n° 292 19/1/1895 p4 Passaportes

– p – 1894 passaram-se no governo civil de Coimbra 2 :575 passaportes a emigrantes

 

Jornal de Cantanhede n° 300 16/3/1895 p4 Emigração

– Continua a emigração para o Brazil. Novos e velhos tudo vae, e os mancebos sujeitos ao serviço militar desaparecem sem que o decreto sobre passaportes obste ao seu desaparecimentos.

 

Jornal de Cantanhede n° 307 04/05/1895 p3 Agentes de emigração

– A prisão de um agente da Mealhada tem sobresaltada outros agentes. Os escandalos não se têm limitado a arrajar testemunhas que affirmem falsamente a identidade de alguns individuos para com nomes suppostos alcançar passaportes, chegaram à perfeição de arranjar carimbos para se escrever e mandar como de certas administrações do concelho, officios em nomes dos respectivos administradores e dirigidos a outras repartições publicas. Estas perfeições appareceram na Mealhada onde está um administrador que já foi administrador neste concelho, e que deixou cá bastantes lastimas. Outras mais coisas correm a tal respeito, e tão graves que são, que lhe não queremos dar credito.

 

Jornal de Cantanhede n° 331 19/10/1895 p4 Emigração clandestina – Prisões

– Foram presos no Governo Civil de Coimbra os mancebos Antonio Francisco e Thomé dos Santos Capello, da freguesia dos Covões, que por meiro de declarações falsas e com os nomes suppostos de Joaquim Francisco e Francisco Marques, tentavam obter passaportes para o Brazil. Tambem foi preso o agente d’emigração ou engajador Manuel Simões Ramos. Todos estes individuos se acham nas cadeias d’esta comarca, e ás ordens do administrador do concelho, que está investigando e organisando o respectivo processo para serem intregues ao poder judicial. Diz-se que estão compremettidas no caso algumas testemunhas que tem a facilidade em reconhecer a identidade de todos os individuos.

 

Jornal de Cantanhede n° 338 07/17/1895 p3 Engajador

– Foi julgado na corrente semana,na Anadia, o engajador José carvalho, e foi condemnado em 15 dias de prisão e 100$000 réis de multa.

 

Jornal de Cantanhede n° 370 04/06/1896 p4 Emigração

Continua, segundo no informam, com toda a liberdade em mira, e tanto a legal como a clandestina. Tambem nos dizem que o digno e intelligente administrador d’este concelho vae tomar algumas providencias para cohibir taes abusos. Tem elle competencia e aptidão para o fazer, mas sera melhor deixar vir os taes agentes do commissario da emigração, porque o governo entendeu que competencia para taes diligencias só a tinham os empregados que nomeou, ou vae nomear.

 

Jornal de Cantanhede n°384 24/10/1896 p 3 Emigração

– Foram presos em Vigo, a requisição do nosso consul, 12 mancebos portuguezes, que fugiam clandestinamente para o Brazil. Tinham embarcado em uma lancha, na Povoa de Varzim, e forma desembarcar a vigo, tendo pago pelas passagens, 24$000 réis. Foram tambem presos e entregues ao poder judicial os barqueiros.

Tag(s) : #Cantanhede, #Imigração

Partager cet article

Repost 0