Overblog Suivre ce blog
Editer l'article Administration Créer mon blog

"Passagens para o Brazil
 
Contractam-se passagens para o Brazil pelos preços seguintes em 3a classe - e pelos paquetes allemães e francezes :
A prompto pagamento 27$000rs
A prazo de seis mezes 29$250rs

As passagens no comboio e despesas de passaporte á custa dos passageiros.
Garante-se bom tratamento.
Agente neste concelho - Francisco Gonçalves Salvador dos Oliveiros,  freguezia da Tocha."

 
Jornal de Cantanhede, n°41 30/03/1890, p4, annúncio n°3
  "Passagens gratuitas para o Brazil
 
A todas as pessoas solteiras, de 18 a 45 anos, que desejam ir gratuitamente para o Brazil, fornece-se-lhes passagens por qualquer dos paquetes da
Mala-Real Portugueza, Mala-Real Ingleza, e da companhia do Pacifico.
Preparam-se os documentos para tirarem passaporte, e tambem gratuitamente. Abonam-se quaesquer quantias que forem necessarias para despezar ao juro de 6 por cento.
Agente neste concelho
Francisco Gonçalves Salvador, do lugar dos Oliveiros, freguezia de Cadima.

Os que desejarem passagem podem ou dirigir-se ao anunciante, ou ao seu encarregador em Cantanehede - o solicitador José Fernandes Monteiro."
 
Jornal de Cantanhede, n°69 11/10/1890, p4
     
"Expatriação

Esta sendo extraordinaria a emigração para o Brazil, e este facto não pode deixar de causar grave perturbação na vida econimica dos nossos lavradores. Conviria que o governo olhasse seriamente para este objecto. Nem so se expatriam os que não tem obrigações a cumprir; fogem todo os mancebos sujeitos ao servicio militar."
 
Jornal de Cantanhede, n°72 31/10/1890, p4
   
      Gazeta de Cantanhede 1918
     
Gazeta de Cantanhede 1919     Gazeta de Cantanhede 1920
  "Ourentã
 
Consta-nos que no p. f. mez de Outubro vão sair para o Brazil, algumas familias d'aqui. E fazem bem porque em Portugal não se pode viver. E um nunca acabar de emigração -- C.M."
 
Gazeta de Cantanhede, n°173 23/10/1920, p3
 

"União Luso-Brasileira
Companhia de Transportes Maritimos
Viagem rapida para Brazil
Rio de Janeiro, Santos e Rio Grande do Sul
bia Madeira

A sair no principio de Dezembro proximo, com magnificas acomodações para passageiros de 1a, 2a e 3a classes.

Recomenda-se aos Srs, passageiros portuguezes a 3a classe, em cujo preço se acha incluido vinho a todas as refeições e comida ha portugueza.
Grande redução de preços nas passagens por motvo da exposição.

Sede -- R. dos Remolares, 7 -- 3° -- Lisboa
Para informações -- Henrique Barreto -- CANTANHEDE"
 
Gazeta de Cantanhede, n°277 21/10/1920, p3
     

 

 

 

 

 

 

 

 


Alguns habitantes da freguesia de Ourentã (Cantanhede) no Brasil (a maioria citados nos jornais referidos acima) :

- Domingos Carvalho (numa data indefenida entre 1884 e 1905), da Lapa (Ourentã) (ele nasceu em 1859).

 

 

 

 

 

 

- Manuel da Costa Quinta, da Lapa, filho de Antonio da Costa Quinta e Maria Reis, casou com Octavia de Sousa Teles no Rio de Janeiro em 1912, e faleceu em Minas Gerais em 1941
- José Pedro Ferreira Ignacio, da Lapa. Regressou de São Paulo em 1920
- José Dias de Oliveira, esposa e seu filho Manuel, de Ourentã, viveram varios anos no Brazil, voltaram algum tempo para Ourentã em 1920
- Antonio Rodrigues da Cruz, a esposa Sra Nazaré Pereira, a filha Celeste e dois filhos, de Ourentã. A mãe e os filhos regressaram em 1922
- José Maria Rodrigues Matheus, seu irmão Diamentino, Antonio Gonçalves de Barros e a esposa e filha do primeiro, Antonio Francisco, todos do lugar da Lapa partiram para o Brazil em Outubro de 1922
- Joaquim Baptista Torres (Lapa, filho de Joaquim Baptista Torres) e esposa Maria da Piedade dos Santos (Ourentã, filha de Manuel Marques d’Assumpção e Beatriz Jorge dos Santos) casamento : 12/09/1925, São Paulo.
- Manuel Ferreira Bento, em Pitangueiras, SP. É ele quem escreve os artigos brasileiros na Gazeta de Cantanhede, no meio dos anos 1920 pelo menos.
- Manuel da Cruz Manso, de Ourentã, empregado comercial em São Paulo, filho do corepondente da Gazeta de Cantanhede (estava no Brazil pelo menos no ano 1920)
- Antonio da Costa Neto, Manuel Estanislau, regressaram alguns mezes para sua tera natal, Ourentã, em 1923. Nessa data, ja estavam no Brazil ha 10 anos.
- José da Silva Ribeiro, gerante de uma empreza eléctrica em Orlândia, SP, faleceu a 06/06/1925, com 26 anos. Filho de António da Silva Ribeiro
- José Rodrigues da Cruz, de Ourentã, importande negociante de Ribeirão Preto (Brazil), visitou seus pais em 1925
- António da Silva Ribeiro, esposa e uma filha, de Cordinhã, partiram em 1926 regressam em 1927
- Três filhos de José Rodrigues Matheus, da Lapa
- Joaquim Eva, de Ourentã, regressou em 1927
- José Pedro Marques Povoa (Regressou de São Paulo em 1920), António Duarte da Silva, António Estanislau, Horacio Ferreira de Matos, Benjamim Ferreira de Oliveira, Serafim Alfaiate, todos de Ourentã,
- Manuel Joaquim de Carvalho e seu irmão João de Carvalho, de Ourentã. O primeiro estabeleceu-se no Brasil. João emigrou por volta de 1920 para Piratininga (a cidade ou a rua de São Paulo ?) e voltou antes de 1931.


"Despedida

Manoel Marques d'Assunção e Dionisio Francisco Marques, e suas respectivas familias, ambos de Ourentã, tendo retirado para os Estados Unidos do Brazil e não lhe tendo sido possivel despedir-se, pessoalmente, como era seu desejo, de todos os seus amigos, fazem-no, por este meio, a todos protestando, a sua amisade e oferecendo o seu prestimo no Estado de S. Paulo.

Ourentã, 7/11/920."
Gazeta de Cantanhede, n°176 13/11/1920, p2




 

 


A emigração nessa época fez-se essencialmente para a região de São Paulo...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

Tag(s) : #Brasil, #Cantanhede, #Imigração, #Cantanhede : Pessoas, #Ourentã

Partager cet article

Repost 0