Overblog Suivre ce blog
Editer l'article Administration Créer mon blog

Estas são as obrigações que tem / o padre desta igreja de S Mar/tinho de Mortede

 

- hé obrigado dizer missa todos os domingos e dias santos de garda

- todos os domingos ir as pergas e depois da oração dous ves / ponsos hil pro pontificibus et [inco?]bas [uto] pro fidelebus

- benzer os ramos [?]ndeas com suas procisois a cruz e a missa

- dia de S Valentim missa e procissão pello adro

- os tres dias das [Caldinhas] procissão e missa

- dia da Madalena ir com procissão a Enxofens e dizer missa na [gem] da anda que [sera] domingo conforme ao custume

- dia de S Andre ir com procissão a Cordinhã se qua vierem com [ella] dia de S Martinho

- dous araseis de cera dos Santos oleos

- de colheita sinquo tostois e de carta de visitacão oito vinteis

- mandar levar as almas [admitos] corporais e ge lhe[sas]

- he custume dar aos fregueses duas consoadas huma pello / S Martinho, outra pello natal e em cada huma dous / alqueres de castanhas verdes, e dous de tremocos sequos / e quatro cidras e quatro arraseis de figos passados e tudo / se entrega ao juiz da Igreja por estas consoadas deu [?] / [cuta?] ano para a fabrica ao juiz da igreja

- As missas da confraria de S Martinho pelos confrades  [?os] sam [setensa] querendo as dizer cada confrade em / [teria] que he marido e molher ha de dar hum alqueire / de trigo e os meos meio alquere os quais se [?sam] //

 

nos dias que quiser conforme ao misal

- mais adita Confraria desaseis missas pellos irmãos / defuntos dos quais se da esmola seiscentos e / sesenta [reis?] e pella cera

 

Isto he o que o prior tem de ordinado / e todo o mais

Capar e passais [hazes]

 

- todos os dezimos de azeite v[inh]o linho leite lam / gado enxames legumes cebolas alhos fruta aves madeira [filha] ortaliça / todas as primiciao [affi] de pão [?] do mais

- de ordenado pello pão do dizimo que o [ce?] / tem nesta Igreja da ao prior sesenta e sinquo / alqueres de pão meado e trinta e sete em° de / trigo e trinta sete em° de segunda

- de cada fregues m° alqueres de trigo de [obradas] / por essa razão não dei a oferta de mão [beiada] / os domingos somente dia de natal a missa / do gallo e do dia e [afra] oitava e dia de janerras e dia dos reis e dia de paschoa e dia de espirito sancto por serem festas solennes

- todo o fregues que matar porque he obrigado  dar [carazil] e se o [ceva] e [nei] de tambem o paga

- todo o fregues que falecer sem quatro alqueres de pão [me?] de falhas //

 

-  todo o fregues que falecer sem herd[ei]ro são obrigados / offertarem [hum?] anno [e hum mes?] o pr[imeir]o mes [?] sete pais e dous / quartilhos de v[inh]o e huma cã de [?] e os mais [?] [deres] / pais e hum quartinho de v[inh]o e candea e tres [cn]os

- de cada fregues que falecer tres [cffos] conforme / sua qualidade [afendo] de tres lic[ois] tem hum / alquerre de trigo e hum carneiro e m° almude / de v[inho] e quatro centos e vinte [G] em dr] de cada / [offo] [afendo] de [ruma] [licois] dobrado

- as conhecenças dos moinhos de Porto de Carro dous alqueres de segunda de cada hum

- as offertas de Nossa Sera dos Alhais e da Madalena

- as vellas que crecem das [penas] e lirios

- no dia das confrarias que he a primeira segunda f[ei]ra despos / no dia de S Miguel lhe dam vinte e quatro pais alvos / e sua oferta a missa de carne, pão e v[inh]o

- de cada fregues mo lhe dão doze pais assi como  os irmãos trazem

 

Estas são as missas que ha nesta / igreja de obrigação de cappella

 

- Duas missas rezadas pella Alma de P[edr]o [Alves] de Enxofens / que deixou huma terra que tem dez margens a [relva] [al?ria] / do valle que parte do poão com terra da confr[ari]a e do sul com / terra dos herd[eir]os a qual terra tras D[oming]os Bras de Enxofens e elle he obridado mandar dizer cada anno estas missas _ agora e  p[?] ao [carap?os] agora paga João Fr[ancisco] Guedes

- huma missa rezada pella alma de P[edr]o Luis dAzenha na sua cappella / de S Ant[oni]o a vespera ou no dia ou no octavario conforme ao / testam[en]to p[ar]a aqual deixou mea geira de terra no campo de [O]lhão / ao porto de val de iudeus aqual terra tras seu genro Diogo F[ernandes] que / mora na mesma Azenha e elle he obrigado mandar dizer [do] / missa //

 

Manda o Cabido da alta Igr[ej]a / de S Martinho de Murtede encada / hum anno o seguinte

 

- dous lirios de dous arates em° cada hum que / são cinco arates

- dous arates [Pa] reformar o lirio Pascoal

- a [cerpen]tina hum aratel

- Ajuella das trevas que são quatorze arratellas e a branca são quinze entre todos tres arates e meijo

- um aratel de encenço

 

 

Em o Anno de mil ceis centos quarenta / e nove

[segue depois os assentos de obitos de 1649, do mesmo autor]

 

 

 

 

/  : linha seguinte

// : pagina seguinte

[  ] : interpretação

 

 

 

Meus artigos :

palavras antigas (pesos, impostos) ( algumas palavras encontradas neste documento)

 

 

Fonte :

- Assentos mistos (1564-1773) pp 508-510

 

 

 

Tag(s) : #Cantanhede, #Cantanhede : Pessoas, #Cantanhede : Tradições, #Antigamente, #Tradições, #Murtede

Partager cet article

Repost 0