Overblog Suivre ce blog
Editer l'article Administration Créer mon blog

 

Primeiro dia de Agosto,

Primeiro dia de inverno.

 

 

Agosto,

Frio no rosto.

 

 

Lá vem Agosto

C’os seus santos ao pescoço.

 

 

Em Agosto

Aguilhôa o priguiçoso

 

 

Agosto e vindima

Não vem cada dia

 

 

Quando choer em Agosto

Não mettas teu dinheiro em mosto.

 

 

Aga de Agosto,

Açafrão, mel e mosto.

 

 

Em Agosto

Sardinha e mosto.

 

 

Quem não debulha em Agosto

Debulha com mau rosto.

 

 

A quem não tem pão semeado

De Agosto se faz Maio.

 

 

Nem em Agosto caminhar

Nem em Dezembro marcar.

 

 

Quem em Agosto ara

Riqueza prepara.

 

Cava e esterco em Agosto

De lavrador alegra o rosto.

 

 

Não é bom o mosto

Colhido em Agosto.

 

 

Por S. Lourenço

Vae á vinha e enche o lenço.

 

 

A terra lavrada em Agosto

A’ estercada dá de rosto.

 

 

Queres ver teu marido morto

Dá-lhe couves em Agosto.

 

 

Em Agosto

Toda a fructa tem seu gosto.

 

 

Em Agosto

Nem vinho, nem mosto.

 

 

Por Santa Maria d’Agosto

Repasta a vacca um pouco.

 

 

Por Santa Maria

Vae ver tua vinha,

E qual a achares

Tal a vidima.

 

 

Em Agosto os montes (séccam)

Em Setembro as fontes.

 

 

Se não debulhas em Agosto

Terás desgosto.

 

 

 

Fonte :

Revista Lusitana, vol II, Livraria Portuense, 1890-1892, pp136-186

 

a

Tag(s) : #Antigamente, #Tradições, #Adagios

Partager cet article

Repost 0