Overblog Suivre ce blog
Editer l'article Administration Créer mon blog

 

Existiu na freguesia de Ourentã uma fábrica de louça, de efémera duração (1914-1927).

 

 

Foi mandada construir por Manuel José Teles (cunhado do farmacêutico Raúl Leite Braga, da Fármacia do Seixo), de Coimbra, por volta de 1914. Tencionava imitar a louça de Coimbra que tinha muita procura nesse tempo.

 

A fábrica foi vendida a uma Sociedade constituida por várias pessoas de Cantanhede, Pocariça (da família Ribeiro) e de Ourentã (Prudêncio da Silva Ribeiro, José de Oliveira dos Santos etc.).

 

 

« Os fornos da referida fábrica foram feitos com tijolos cozidos numa fabriqueta que Manuel Ribeiro da Costa, de Cantanhede, tinha no sítio chamado "Chão da Ferreira" entre Ourentã e Ourentela, perto dumas "Alminhas" que até, há poucos anos, ali existiram.

 

O barro era tirado nas "Caeiras", por cima do Vale de Igreja, sítio desta freguesia hoje, muito abudante em vinhas.

 

Mas um barro mais apropriado, para misturar, vinha de Coimbra.

 

Dificuldades de transporte desta matéria prima, falta de técnicos na região o técnico tinha de vir, também, de Coimbra, e hospedar-se em Cantanhede o facto de os operários terem que se deslocar-se a pé, a fraca rentabilidade desta iniciativa, tudo concorreu para tornar impraticável a continuação desta fábrica. »

 

Acabou por desaparecer num incêndio em 1927.

 

 

fabrica-teles-01-localisacao.jpg

Localização :

 

Na estrada da Mealhada, no alto da Anabá. Entre Cantanhede e Ourentã, a 1 Km de distância, pouco mais desta última povoação, onde hoje é a casa do Sr. António Paulo Ferreira Santiago.

 

 

Descrição em 1917 :

 

fabrica-teles-1927.jpg« dois fornos muito bem montados, salas para fabrico manual de loiça ; sala para pintar a mesma – grande armazem de deposito de loiça já cosida e pronta a sair para fora, no mais alto-grau de aperfeiçoamento de variados feitios, bilhas para agua, canecas de litro e meio litro para vinho, em figura de homem, etc., etc. »

 

 

« o pessoal empregado na fábrica […] pagam renda nas casas onde residem em Ourentã, estando alguns mal acomodados, e desgostosos  […]»

 

 

 

 

Meus artigos :

Prudêncio da Silva Ribeiro (1879-1941)

 

Fontes :
- Pe Manuel Antonio Marques. Monografia da freguesia de Ourentã. Coimbra 1992.

- António Alexandre Henriques Figueira. Personalidades ilustres de Cantanhede. 2001.

- Gazeta de Cantanhede n° 15, 13-10-1917

- http://ccc.com.pt/cantanhede/extinta.htm

  algumas informações e fotografia sobre a fábrica Teles

Tag(s) : #Cantanhede, #Cantanhede : Pessoas, #Profissões, #Ourentã

Partager cet article

Repost 0